Conselho Técnico-Administrativo (CTA)

 

Composição e Mandatos

 

CATEGORIA TITULAR MANDATO SUPLENTE MANDATO
Diretor (Presidente) André Lucirton Costa  23/08/18 a 22/08/22 - -
Vice-Diretor (Vice-Presidente) Fábio Augusto Reis Gomes 20/09/18 a 19/09/22 - -

Chefe do RAD

Jorge Henrique Caldeira de Oliveira 25/07/20 a 24/07/22 Irene Kazumi Miura 25/07/20 a 24/07/22

Chefe do RCC

Adriana Maria Procopio de Araujo 07/07/20 a 06/07/22 Carlos Alberto Grespan Bonacim 07/07/20 a 06/07/22

Chefe do REC

Sérgio Kannebley Junior 16/07/20 a 15/07/22 Marcio Bobik Braga 16/07/20 a 15/07/22

Representante Discentes

Ademar Alves Vilarinho Sobrinho 15/12/20 a 15/12/21 Barbara Alexandre Lespinassi Sampaio 15/12/20 a 15/12/21

Rep. Serv. Técn-Admin.

Paulo Marcelo Cristovão Martins

30/04/20 a 30/04/22

- -

 

 Calendário de Reuniões - 2021 

 

Horário: 10h00

  

Mês
Data
fevereiro
25
março
25
abril
29 
maio
27
junho
24
julho
-x-
agosto
26
setembro
30
outubro
27*
novembro
25
dezembro
16


 
 *reunião marcada em uma 4a. feira, em função da possibilidade de ponto facultativo em 28/10.

 

D.O.E.: 08/10/1988
RESOLUÇÃO Nº 3461, DE 7 DE OUTUBRO DE 1988

ESTATUTO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

TÍTULO V – DAS UNIDADES

Capítulo IV
Do Conselho Técnico-Administrativo

Artigo 47 – Haverá, nas Unidades, o Conselho Técnico-Administrativo, cujas atribuições serão fixadas no Regimento Geral.
§ 1º – O Conselho Técnico-Administrativo terá funções decisórias, cabendo recurso de suas deliberações à Congregação da Unidade.
§ 2º – O Conselho Técnico-Administrativo será composto:
1 – pelo Diretor;
2 – pelo Vice-Diretor;
3 – pelos Chefes de Departamento;
4 – por um representante discente;
5 – por um representante dos servidores.
§ 3º – As Unidades poderão, em seus Regimentos, ampliar a composição do Conselho Técnico-Administrativo.

D.O.E.: 23/10/1990
RESOLUÇÃO Nº 3745, DE 19 DE OUTUBRO DE 1990

REGIMENTO GERAL DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
Capítulo II
Do Conselho Técnico-Administrativo

Artigo 41 – Ao CTA compete:
I – aprovar o orçamento da Unidade;
II – opinar sobre a criação, modificação e extinção de Departamentos;
III – propor à Congregação, mediante solicitação dos Conselhos de Departamentos, a criação de cargos e funções docentes;
IV – deliberar sobre contratação, relotação, afastamento e dispensa de docentes, propostos pelos Departamentos;
V – deliberar sobre afastamento e dispensa de servidores não-docentes, propostos pelos Departamentos ou pelo Diretor;
VI – deliberar sobre a aceitação de legados e doações quando não clausulados, submetendo sua decisão, se favorável, ao Reitor, para as providências cabíveis;
VII – opinar sobre as matérias que lhe forem encaminhadas pelo Diretor, pela Congregação e pelas comissões referidas no art 44 e seu parágrafo único do Estatuto;
VIII – exercer outras atribuições que lhe forem conferidas pelo regimento da Unidade.