Como acontece a pesquisa no programa?

O aluno, ao entrar no curso de mestrado, realizará uma pesquisa suportada e apoiada em toda expertise do corpo de professores que faz parte do mestrado. As pesquisas de doutorado já contam com mais autonomia por parte do discente, mas ainda assim associadas aos projetos vigentes no programa.
Nosso mestrado estrutura a pesquisa em torno de Grupos de Pesquisa e Projetos Transversais. Tais projetos são iniciativas de pesquisa conjunta de docentes, para responder determinada questão que é social e economicamente relevante. Em torno destes projetos orbitam os centros e núcleos de pesquisa e os projetos individuais de docentes e de alunos.
Tudo no Programa é organizado para convergir à formação de pesquisadores que podem contribuir nestes Projetos Transversais, e atuar nos centros de pesquisa de forma a ter uma verdadeira experiência de pesquisa, de forma colaborada. A aderência a centros de pesquisa confere ao aluno a oportunidade de compartilhamento de referencial teórico, experiências, softwares, métodos e dados. Portanto, o Programa está estruturado em torno de projetos transversais, e seus respectivos projetos individuais.

 

Como o candidato deve escolher um projeto de pesquisa?

Os candidatos brasileiros ou estrangeiros que iniciam suas pesquisas no nosso mestrado ou doutorado, ou mesmo professores de outros centros realizando um pós-doutoramento no Brasil, aderem aos grupos e núcleos em torno destes projetos transversais.
O aluno, na entrada do curso, é incentivado a aderir aos projetos dos grupos de pesquisa. Isto pode ser feito escolhendo um, entre os projetos ofertados por docentes todo ano, para realizar no seu mestrado. A lista de projetos é publicada no site. Estes projetos são partes de iniciativas de pesquisas maiores, fazendo parte dele o aluno tem oportunidade de colaborar e viver o ambiente de pesquisa.
Os alunos também podem propor temáticas isoladas, de interesse próprio, neste caso, este deverá ser aceito por um dos orientadores nos primeiros 6 meses do programa.

Agenda Qualificações

  • Daniel Luiz Igrejas Andrade Junior Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade

    Data: 04/09/2019, às 14:00 - horário de Brasília

    Local: Sala 43 - Bloco B2 da FEA-RP

    Título: Determinantes da evidenciação contábil em entidades sem fins lucrativos do setor esportivo: uma análise comparativa entre Brasil e Estados Unidos

    Autor: Daniel Luiz Igrejas Andrade Junior

     

    COMISSÃO EXAMINADORA:

    TITULARES

    Prof.(ª) Dr.(ª) Amaury José Rezende - FEA-RP

    Prof.(ª) Dr.(ª) Carlos Alberto Diehl  – Unisinos

    Prof.(ª) Dr.(ª) José Paulo Cosenza - Universidade Federal Fluminense

    SUPLENTES

    Prof.(ª) Dr.(ª) - Adolfo Henrique Coutinho e Silva – UFRJ

    Prof.(ª) Dr.(ª)  - José Elias Feres de Almeida - UFES

  • Vilson Aparecido da Costa Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade

    Data: 30/08/2019, às 14h00 - horário de Brasília

    Local: Sala da Congregação, bloco A da FEA-RP

    Título: Rede de corrupção em organizações públicas e privadas e o papel dos controles contábeis: O caso do grupo Odebrecht

    Autor: Vilson Aparecido da Costa

     

    COMISSÃO EXAMINADORA:

    TITULARES

    Prof.(ª) Dr.(ª) Silvio Hiroshi Nakao - FEA-RP

    Prof.(ª) Dr.(ª) Cláudio de Souza Miranda  – FEA-RP

    Prof.(ª) Dr.(ª) Ricardo Rocha de Azevedo - Universidade Federal de Uberlândia - UFU - Sistema MCONF

    SUPLENTES

    Prof.(ª) Dr.(ª)  Thiago Alberto dos Reis Prado (UFU)

    Prof.(ª) Dr.(ª)  José Marcos da Silva (UFU)

  • Lívia Maria Lopes Stanzani Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade

    Data: 29/08/2019, às 14:00 - horário de Brasília

    Local: Sala da Congregação, bloco A da FEA-RP

    Título: Status quo bias in manager's accounting choice under a lack of specific accounting standards

    Autor: Livia Maria Lopes Stanzani

     

    COMISSÃO EXAMINADORA:

    TITULARES

    Prof.(ª) Dr.(ª) Sílvio Hiroshi Nakao - FEA-RP

    Prof.(ª) Dr.(ª) Ricardo Lopes Cardoso  – Fundação Getúlio Vargas - FGV - Sistema MCONF

    Prof.(ª) Dr.(ª) Carlos Eduardo Facin Lavarda - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC - Sistema MCONF

    SUPLENTES

    Prof.(ª) Dr.(ª) José Alonso Borba - Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

    Prof.(ª) Dr.(ª) Bruno Meirelles Salotti - FEA/USP

     

  • Matheus da Costa Gomes Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade


    Data: 30/08/2019, às 10h00 - horário de Brasília


    Local: 
    Sala da Congregação, bloco A da FEA-RP


    Título: O impacto de bancos de desenvolvimento sobre a geração de externalidades sociais: a experiência do BNDES


    Autor: Matheus da Costa Gomes

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Mauricio Ribeiro do Valle (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Ariovaldo dos Santos (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - Sistema MCONF

    Prof(a). Dr(a). Sérgio Giovanetti Lazzarini (INSPER) – Sistema MCONF

     

     

  • Ana Carolina Rosolen de Arruda Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade


    Data: 26/08/2019, às 14h30 - horário de Brasília

    Local: Sala 43, bloco B2 da FEA-RP

    Título: Judicialização da Saúde na DRS XIII de Ribeirão Preto - Uma Análise do Cenário, Desafios e Percepções dos Prescritores

    Autor: Ana Carolina Rosolen de Arruda


    Banca: Prof(a). Dr(a). Carlos Alberto Grespan Bonacim (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Claudio de Souza Miranda (FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Mariana Guerra (Universidade de Brasília - UNB) – Sistema MCONF

Agenda Defesas

  • Alex Augusto Timm Rathke Open or Close

    Área: Controladoria e Contabilidade

    Curso: Doutorado
    Data: 30/08/2019, às 14h30 (horário de Brasília)
    Local: Sala 30, bloco A da FEA-RP
    Título: Studies on transfer pricing systems and profit shifting: impact of the international regulation on the shifting behaviour of Brazilian firms
    Autor: Alex Augusto Timm Rathke

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Amaury José Rezende (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). José Elias Feres de Almeida (Universidade Federal do Espírito Santo - UFES) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Renê Coppe Pimentel (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Henrique Formigoni (Universidade Presbiteriana Mackenzie - UPM) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Fernando Dal-Ri Murcia (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Guilherme Adolfo dos Santos Mendes (Faculdade de Direito de Ribeirão Preto - FDRP)

    Resumo: O presente estudo busca investigar o efeito das normas de preços de transferência (TP) sobre a estratégia de minimização tributária das empresas conhecida como profit shifting. O estudo é composto por três partes. A primeira parte analisa as características das normas de TP nos países, para a criação de uma classificação de sistemas de TP baseada nas similaridades regulatórias de cada país. O método de clustering hierárquico é aplicado para a análise de 57 características quantitativas e qualitativas das normas de TP. Resultados indicam a existência de quatro grupos distintos de sistemas de TP, do qual o maior grupo é composto por países que possuem normas de TP que são consistentes com os guidelines internacionais propostos pela OECD. A segunda parte analisa a relação entre as características das normas de TP e a percepção de enforcement tributário nos países. A literatura tributária atual assume que normas tributárias mais detalhadas implicam em um maior enforcement, e o presente estudo busca analisar esse pressuposto. Resultados indicam que diferentes medidas de percepção de enforcement tributário estão associadas a diferentes características das normas de TP. A terceira parte investiga o profit shifting no Brasil e o efeito de diferentes sistemas de TP aplicáveis às partes relacionadas no exterior. O contexto brasileiro proporciona um caso oportuno para análise, pois combina uma extrema carga tributária, um sistema tributário de alta complexidade, e um conjunto de normas de TP único no mundo, de forma a representar um conjunto relevante de incentivos ao profit shifting. Conforme previsto, o estudo encontra fortes indícios de profit shifting nas empresas brasileiras. Além disso, os resultados sugerem que algumas normas de TP são mais efetivas em inibir o profit shifting, porém as empresas têm condições de explorar as vulnerabilidades das normas de TP em direção à estratégia de profit shifting.

Atualização do site

  • Atualizado em: 23 Agosto 2019, 14:07:07.