Turma 2019

Datas 

Número de vagas: até 10 vagas

Inscrições: 20 de setembro a 14 de novembro de 2018

Prova Específica de Contabilidade e Estatística: 26 de novembro de 2018 -  14h00 - sala 08-B1

Arguição do curriculum e projeto:  29 e 30 de novembro de 2018 - Agenda

Resultado do Processo Seletivo: 18 de dezembro de 2018 - Resultado

 

Documentos para inscrição de Doutorado 2019

A seguir você pode baixar os formulários e edital para o processo seletivo:

 

* No Edital você encontra a lista dos documentos obrigatórios que devem ser anexados durante a sua inscrição. Anexar todos os documentos obrigatórios é condição para o deferimento da sua inscrição.

 

 

Condições para Inscrição

1) Resultado de teste ANPAD maior que 300 pontos ou GMAT maior que 400 pontos (testes realizados após 01/01/2016);
2) Proficiência de inglês (veja testes aceitos na tabela abaixo);
3) Projeto de Pesquisa.



Testes de proficiência para Doutorado

Testes de proficiência aceitos com pontuação mínima:
TOEFL - IBT (0 a 120) - 70 pontos
TOEFL - ITP Level 1 (310 a 677) - 533 pontos
MTELP (0 a 100) – 60 pontos
IELTS (1 a 9) - 6 pontos
Cambridge English: First (FCE): B2
ECCE - APROVAÇÃO
Prova de Inglês da ANPAD (0 A 600) – 400 pontos
GMAT® (0 a 60) – 35 pontos na Seção Verbal

 

 

Orientadores que estão oferecendo vagas:

Adriana Maria Procópio de Araujo

André Carlos Busanelli de Aquino

Carlos Alberto Grespan Bonacim

Fabiano Guasti Lima

Jose Dutra de Oliveira Neto

Maisa de Souza Ribeiro

Marcelo Botelho da Costa Moraes

Mauricio Ribeiro do Valle

Sílvio Hiroshi Nakao

Veja aqui os contatos dos orientadores

 

 

Mais sobre os testes ANPAD e GMAT

Você deve apresentar resultados mínimos nos testes ANPAD ou GMAT®.

ANPAD: Mantido pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, o teste ANPAD é composto por 5 provas: Inglês, Português, Raciocínio Análitico, Raciocínio Lógico e Raciocínio Quantitativo.Como o teste ANPAD oferece apenas 3 versões ao ano, esteja atento às datas do próximo teste. Maiores informações em:http://www.anpad.org.br/~anpad/teste_anpad.php.
Requisito Mínimo: 300 pontos.

GMAT®: Mantido pela Graduate Management Admission Council, o GMAT é composto por 4 provas: Analytical Writing Assessment, Integrated Reasoning, Quantitative e Verbal. Maiores informações em:http://www.mba.com/global/the-gmat-exam.aspx.
Requisito Mínimo: 400 pontos.

 

Histórico das seleções anteriores

Processos Seletivos Doutorado Finalizados
Turma Inscrições Matricula Vagas Aprov. Lista Aprov. Edital
2013 Abril – Junho/13 Agosto/13 10 4 aprovados 03/2013
2013** Dez/13 - Jan/14 Março/14 8 7 aprovados 06/2013 - Retificação
2014 Abril - Junho/14 Agosto/14 10 5 aprovados 02/2014
2015 Abril - Junho/15 Agosto/15 10 7 aprovados 01/2015
2016* Maio - Junho/16 Agosto/16 11 aprovados  01/2016
2017 Abril/17 Agosto/17 12 12   aprovados  01/2017
2018 Abril/18 Agosto/18 11 09 aprovados 01/2018

* Sujeito à alterações de datas e vagas.  

** Esclarecimento: O edital 06/2013 foi oferecido em virtude do periodo de inscrições para o Edital de Abril-Junho/13 ter sido reduzido. A aprovação final do curso de Doutorado pela Capes foi comunicada em Março/13, havendo pouco tempo de divulgação do processo seletivo para início em Agosto/13. As turmas do doutorado começam sempre em agosto de cada ano, sendo os Editais oferecidos segundo a tabela acima.

 

 

Agenda Qualificações

Agenda Defesas

  • Juliano Augusto Orsi de Araujo Open or Close

    Área:  Controladoria e Contabilidade
    Data:   03/06/2019, às 14h00 (horário de Brasília)
    Local: Sala 43, Bloco B2 da FEA-RP
    Título: Remuneração de executivos e informação contábil: um estudo sobre a qualidade do lucro e o fluxo de caixa operacional
    Autor: Juliano Augusto Orsi de Araujo

     

    Banca: Prof(a). Dr(a). Maisa de Souza Ribeiro (Presidente)

    Prof(a). Dr(a). Andson Braga de Aguiar (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade - FEA) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Marcelo Botelho da Costa Moraes (FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Ilse Maria Beuren (Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC) - webconferência MCONF

    Prof(a). Dr(a). Tabajara Pimenta Júnior (FEA-RP)

    Prof(a). Dr(a). Nuno Gonçalves Gracias Fernandes (Universidade Católica Portuguesa) - webconferência MCONF

     

    Resumo: As relações entre investidores e executivos são abordadas pela Teoria da Agência que, entre outras tratativas, afirma que a remuneração executiva é um instrumento que investidores dispõem para controlar as ações de executivos. No entanto, há a assimetria de informações e os executivos possuem maneiras de gerenciar dados contábeis de modo a atingir as metas estabelecidas pelas políticas de remuneração e aumentar a própria riqueza, em detrimento do aumento da riqueza do acionista. Nesse sentido, esta tese investigou se a informação contábil tem a capacidade de influenciar nos determinantes da remuneração executiva de companhias europeias, no período de 2008 a 2017. Para isso, lançou-se mão de três artigos independentes que juntos constroem esta tese. O primeiro, uma revisão de literatura em que se traçou um retrato temporal, geográfico e temático das publicações acerca do problema de agência. Os dois artigos seguintes são empíricos e abordaram duas vertentes contábeis de suma importância para a sustentação de uma companhia: o resultado e o caixa. O segundo artigo investigou se os pacotes de remuneração executiva sofrem influência da qualidade do resultado e o terceiro artigo investigou acerca da influência do fluxo de caixa operacional sobre a remuneração executiva. A pesquisa utilizou dados secundários, de modo que o estudo bibliográfico foi elaborado a partir de um levantamento bibliométrico, e os dois trabalhos empíricos foram construídos a partir de dados coletados da base Thomson Reuters Eikon© e de empresas estabelecidas em países da União Europeia, no período de 2008 a 2017. A técnica estatística aplicada foi a regressão com dados em painel. O estudo bibliométrico indicou uma lacuna no conhecimento preenchida pelos dois artigos empíricos. O primeiro identificou que as companhias não determinam os pacotes de remuneração a partir da qualidade do resultado; o segundo identificou uma bonificação paga ao executivo em função da geração de caixa operacional. A contribuição da tese se dá no alerta aos investidores acerca da determinação das políticas de remuneração executiva a partir de indicadores de desempenho de curto prazo, não havendo nenhuma relação destas compensações com indicadores que apontam qualidade da informação contábil e  sustentabilidade de resultados no longo prazo.

Atualização do site

  • Atualizado em: 18 Abril 2019, 17:44:26.